Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Torcedor fica ferido e outros 12 são capturados após briga com grupo rival, em Fortaleza
Confusão ocorreu quando torcedores do Fortaleza, que vinham do Castelão, se encontraram com um grupo rival na Avenida Oliveira Paiva, no Bairro Cidade dos Funcionários. Pelo menos 12 pessoas foram capturadas, entre elas três adolescentes, e um homem ficou gravemente ferido após uma briga de torcida na noite deste sábado (19), no Bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. De acordo com um agente do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), torcedores do Fortaleza que voltavam da Arena Castelão após o jogo do Tricolor contra o Grêmio se encontraram com um grupo rival e deu-se início uma briga generalizada próximo ao viaduto sobre a Avenida Oliveira Paiva. Um dos envolvidos na briga foi atingido por pedaços de madeira e pedras e ficou gravemente ferido. Ele foi socorrido e levado para um hospital. Equipes da Polícia Militar e homens do Raio com apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) chegaram rapidamente ao local e conseguiram intervir na briga. Pelo menos 9 torcedores foram presos e outros três adolescentes foram apreendidos. Os adultos foram levados para o 13º Distrito Policial. Já os adolescentes foram encaminhados para a Delegacia da Criança e do Adolescente.
Sun, 20 Oct 2019 02:49:34 -0000
Eduardo Bolsonaro diz que presidente não pode estar sujeito à 'bipolaridade' de líder do PSL

Atual líder, Delegado Waldir já disse que iria 'implodir' Bolsonaro, mas recuou e depois voltou a criticar presidente. Eduardo chegou a ser anunciado líder, mas Waldir retomou posto; entenda. Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro Reprodução/TV Globo O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou neste sábado (19) que o presidente Jair Bolsonaro, pai dele, não pode estar sujeito à "bipolaridade" do líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (PSL-GO). Eduardo deu a declaração ao fazer uma transmissão ao vivo em uma rede social, na qual comentou a crise no PSL que atinge o Palácio do Planalto, o comando do partido e a bancada da legenda no Congresso Nacional. Nesta semana, em meio à crise no partido, o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), apresentou uma lista que indicava Eduardo Bolsonaro como novo líder do PSL na Casa. Logo depois, contudo, o deputado Delegado Waldir (PSL-GO) apresentou uma outra lista, que o recolocava no posto. Neste sábado, Eduardo Bolsonaro afirmou que não queria a função de líder, mas decidiu ocupar o posto porque Waldir havia orientado obstrução em uma votação de interesse do governo. "Comigo na liderança, todos concordaram que a liderança estaria em boas mãos. O próprio presidente Jair Bolsonaro não queria que eu fosse líder, eu também não queria, mas diante desses fatos não vou me acovardar. E, vendo o líder do PSL, que é o partido do presidente, orientando contra a Presidência da República, não sou eu que vou ficar de braços cruzados. Então, começamos a correr atrás de uma lista", afirmou Eduardo Bolsonaro. Sem citar o áudio que revelou uma articulação de Bolsonaro para tirar o líder do PSL da função, o filho do presidente declarou em seguida: "Não me venham com esse papinho, com essa gargantinha 'ai, o presidente interferiu'. Interferindo, nada. Ele está fazendo um projeto para o Brasil e o partido dele dentro da Câmara está indo contra o presidente, porra. Tu acha o quê? Que ele tem que fazer o quê? Que ele tem que ficar 'não vou interferir'?" "A gente não pode ficar a esse sabor, a essa quase bipolaridade de uma pessoa para colocar adiante as pautas do país. É só isso", concluiu. Na última quinta (17), circulou um áudio do Delegado Waldir no qual ele dizia que iria "implodir" Bolsonaro. No mesmo dia, em entrevista coletiva, o deputado recuou, afirmando que não tinha nada para usar contra o presidente e que a declaração havia sido dada em um "momento de emoção". Na sexta (18), contudo, voltou a criticar Bolsonaro, afirmando que o presidente havia tentado "comprar" deputados com cargos. Troca de ofensas Também neste sábado, Eduardo Bolsonaro e a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), agora ex-líder do governo no Congresso, trocaram ofensas nas redes sociais. ao comentar uma publicação de Joice Hasselmann, Eduardo Bolsonaro publicou a seguinte mensagem: "#DeixeDeSeguirAPepa" A mensagem foi uma provocação à deputada, sugerindo aos seguidores que deixem de segui-la na internet, a comparando à personagem de desenho animado Peppa Pig. A deputada, então, respondeu: "Picareta! Menininho nem-nem: nem embaixador, nem líder, nem respeitado. Um zero à esquerda. A canalhice de vocês está sendo vista em todo Brasil". Initial plugin text
Sun, 20 Oct 2019 02:16:57 -0000
Jovens negros de periferias se preparam para contar suas histórias no cinema e na televisão
Ao longo de cinco meses, jovens participaram de aulas, encontros e palestras com grandes profissionais do audiovisual e aprenderam como escrever para novelas, filmes, séries e minisséries. Jovens negros de periferia se preparam para contar suas histórias no cinema e na televisão Um dia importante para um grupo de jovens negros de periferia. Eles terminaram um curso de audiovisual e estão prontos para contar suas histórias no cinema e na televisão. A formatura foi neste sábado (19) no Museu de Arte do Rio. Agora os 35 alunos estão prontos para algo bem importante: contar para o Brasil histórias brasileiras. Ao longo de cinco meses, eles participaram de aulas, encontros e palestras com grandes profissionais do audiovisual. Aprenderam como escrever para novelas, filmes, séries e minisséries. O laboratório deu a forma. O conteúdo eles trouxeram de casa. O espaço de narrativas negras é formado por homens e mulheres que vieram de diferentes subúrbios e periferias do Brasil. “Junto com isso vem uma narrativa diferenciada. Aquele negro da Região Amazônica, ele vai falar das suas próprias questões de uma forma muito diferente do que aquele jovem da periferia de SP, que tem aquele sotaque do hip-hop da Zona Leste, que por sua vez vai falar de uma forma muito diferente daquela menina que veio de Porto Alegre”, explica o criador da FLUPP, Julio Ludemir. A cerimônia de formatura da terceira turma aconteceu neste sábado (19), no centro do Rio, dentro da programação da Flupp, a Festa Literária das Periferias. O laboratório de narrativas negras foi criado em 2017 numa parceria entre a Globo e a Flupp. Alguns ex-alunos também vieram para a formatura: inclusive pra contar que já estão no mercado, trabalhando e ajudando a construir a diferença. “Nesse ano, pela primeira vez, a gente está produzindo e vai exibir na Globo um especial que nasceu nesse laboratório no primeiro ano. Então, nasceu aqui um texto, uma ideia de uma aluna que hoje está produzindo e vai ser exibido no fim do ano”, diz a gerente de obras literárias e pesquisa da TV Globo, Gabriela Máximo. “Essa história estava morando há um ano no bloco de notas do meu celular, mas foi no laboratório que eu quis desenvolver, porque achei que era o lugar certo”, conta Kleissa Martins, autora e roteirista. Num país onde apenas 4% dos roteiristas são negros, estes profissionais chegam com a vontade de fazer das telas, um espelho onde o Brasil possa se ver como é. “A gente tem que pensar que o Brasil ele tem uma maioria de pessoas negras e o que é dito periferia na verdade é a maioria dos lugares”, comenta a aluna Maíra Oliveira. “Eu quero me ver nas histórias audiovisuais daqui por diante”, diz Márcio dos Santos, poeta e roteirista.
Sun, 20 Oct 2019 01:43:41 -0000
EUA impõem novas sanções a Cuba por direitos humanos e apoio à Venezuela
Departamento de Comércio vai restringir o acesso de Cuba a aviões comerciais e revogará licenças de leasing dadas a companhias aéreas estatais cubanas, além de negar novos pedidos. Os Estados Unidos decidiram impor novas sanções a Cuba por violações a direitos humanos e por dar apoio ao governo da Venezuela, disse na sexta-feira (18) o Departamento de Comércio norte-americano. Em comunicado, o órgão informou que vai restringir o acesso de Cuba a aviões comerciais e revogará licenças de leasing dadas a companhias aéreas estatais cubanas, além de negar novos pedidos. Os EUA também vão ampliar as sanções comerciais para incluir mais bens estrangeiros com conteúdo norte-americano e vão impor mais restrições às exportações do governo cubano, segundo o comunicado.
Sun, 20 Oct 2019 01:36:44 -0000
Ignácio de Loyola Brandão toma posse na Academia Brasileira de Letras
O novo imortal ocupa a cadeira de número 11 da Academia Brasileira de Letras. Ignácio de Loyola Brandão toma posse na Academia Brasileira de Letras Tomou posse nesta sexta (18), o novo imortal da Academia Brasileira de Letras. Ignácio de Loyola Brandão ocupa a cadeira de número 11. Noite de fardão e foto oficial. Os imortais se reuniram para receber o novo acadêmico, seguindo a tradição centenária. ABL se renova com a chegada de Ignácio de Loyola Brandão, que, no seu discurso de posse, citou frases publicadas em redes sociais. Ele fez homenagens aos acadêmicos que antes ocuparam a mesma cadeira, como Hélio Jaguaribe, e leu trechos de reflexões do sociólogo sobre o Brasil. Paulista de Araraquara, Ignácio de Loyola Brandão se tornou popular entre os leitores brasileiros com obras como “Zero” e “Não Verás País Nenhum”. “Estamos entre aquele que veio, aquele que parte e aquele que chega, portanto é uma grande alegria esse convívio que teremos com o Ignácio, um horizonte de construção, de afeto e de boa vontade e de diálogo”, diz Marcho Lucchesi, presidente da ABL. O novo imortal contou que pretende continuar próximo dos leitores para divulgar a literatura, descobrir talentos e defender a liberdade de expressão: “Eu vivi a proibição do meu livro mais importante, o ‘Zero’. Eu não quero que isso mais aconteça. Eu quero que tudo seja livre e a academia tem um peso que pode me ajudar a fazer essas coisas. Então, eu tenho que entrar na academia para ver até que ponto eu posso fazer isso, mas eu tenho certeza que eu posso”.
Sun, 20 Oct 2019 01:31:41 -0000
Após queimadas, brigadistas do Tocantins ajudam na recuperação do cerrado
Com o reflorestamento, os brigadistas querem preservar mananciais, a fauna e a flora do estado. Tocantins foi um dos estados da Amazônia que mais sofreram com as queimadas. Brigadistas recuperam áreas devastadas pelo fogo no cerrado O Tocantins foi um dos estados da Amazônia que mais sofreram com as queimadas esse ano. E o trabalho dos brigadistas não terminou com o fim da estiagem. Com olhar atento, os brigadistas catam as sementes que encontram pelo caminho. Eles também enchem os baldes de pequi e puçá, frutas típicas da região. Todos trabalharam combatendo incêndios e, agora, também ajudam na recuperação do cerrado. "A gente sai para fazer o reflorestamento, né? Tudo de volta, porque queimou bastante e a gente está tentando recuperar", diz o brigadista Wesley Carvalho. Eles fazem o tratamento das sementes que irão virar mudas de baru, jatobá e xixá, árvores do cerrado brasileiro. "Nós começamos assim do nada, foi um incentivo. Aí, nós mesmos reunimos aqui e falamos, ‘vamos tentar. É tão bom a gente ver crescendo", conta um brigadista. O viveiro foi construído pelos brigadistas nos intervalos que eles tinham durante o período das queimadas e toda a estrutura foi doada pela comunidade. Nas bancadas, é possível cultivar 8 mil mudas de espécies do cerrado. Este ano, o Tocantins registrou mais de 12 mil focos de queimada. Um dos lugares mais castigados pelo fogo é onde estão os brigadistas. A área de proteção ambiental Serra do Lajeado tem quase o tamanho da cidade do Rio de Janeiro. Lá estão todos os rios que abastecem palmas e região metropolitana. Com o reflorestamento, os brigadistas querem preservar estes mananciais, a fauna e a flora. “Este ano, a gente teve um número de queimadas atípico. E aí a gente leva essas plantas para diminuir o impacto causado pelas queimadas”, diz Camila Muniz, engenheira florestal de Naturatins. "Só de você ver a maioria daqueles animais queimando, o sofrimento é bastante, dá uma coisa ruim no coração, você vê essa natureza tão linda morrendo assim tão fácil. Poder ajudar ela crescer novamente, isso é a melhor coisa que tem”, diz o brigadista Sávio Nascimento.
Sun, 20 Oct 2019 01:16:43 -0000
Aeroporto Afonso Pena recebe 10 novos destinos para cidades do interior do Paraná

Voos fazem parte de programa lançado pelo Governo para estimular turismo e economia. Rotas utilizarão aeronave com capacidade para nove passageiros a partir desta terça-feira (22). Aeronaves utilizadas no programa têm capacidade para 12 passageiros Gilson Abreu/AEN O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana Curitiba, começará a operar nesta terça-feira (22) dez novas rotas para o interior do Paraná. Os voos fazem parte do programa "Voe Paraná", lançado em agosto pelo Governo do Estado, e serão operados pela Gol Linhas Aéreas em parceria com a TwoFlex. Conforme a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a aeronave que será utilizada tem capacidade para nove passageiros. Dez cidades do Paraná iniciarão os voos com destino a Curitiba durante a semana, sendo elas: Arapongas Campo Mourão Cianorte Cornélio Procópio Francisco Beltrão Guaíra Paranaguá Paranavaí Telêmaco Borba União da Vitória Guarapuava, na região central do estado, e Apucarana, no norte, também estão no programa e aguardam readequações nos aeroportos para o início das operações, segundo o governo. Os voos serão operados entre três e quatro vezes por semana. A Infraero informou que os passageiros que desembarcarem em Curitiba com conexão para outros aeroportos precisam passar pela inspeção de raio-X antes de embarcar para o próximo voo. Atualmente, conforme a Infraero, 17 mil pessoas embarcam diariamente no Aeroporto Internacional Afonso Pena. Ao todo, são 179 voos operados todos os dias no terminal. Voe Paraná Lançado em agosto, o Voe Paraná tem como objetivo estimular a economia e o turismo no estado. As cidades escolhidas para receber os voos tem entre 32 mil e 155 mil habitantes. O Governo espera que a abertura de novos voos gere um acréscimo de 500 mil a 1 milhão de novos passageiros no estado até o fim do ano. Para estimular a setor, o governo também anunciou redução o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do querosene, de 18% pra 7%. Quase um terço dos custos operacionais dos voos são de referentes ao combustível. Veja mais notícias da região no G1 Paraná.
Sun, 20 Oct 2019 01:11:45 -0000
Bolsonaro embarca para viagem ao Japão, à China e ao Oriente Médio
Viagem acontece em meio a uma crise que envolve o presidente e o comando do PSL. Agenda prevê cerimônia com novo imperador do Japão e divulgação do programa de concessões. A assessoria do Palácio do Planalto informou que o presidente Jair Bolsonaro embarcou na noite deste sábado (19) para o Japão. O país será o primeiro destino de um giro que Bolsonaro fará pela Ásia e pelo Oriente Médio nos próximos 12 dias. O presidente deve retornar a Brasília no próximo dia 31. Além do Japão, onde participará de uma cerimônia do imperador Naruhito, o presidente passará por China, Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita. A viagem é a segunda de Bolsonaro por Ásia e Oriente Médio. Ele esteve em junho no Japão, para o encontro do G20. Em abril, o presidente visitou Israel e chegou a criar uma polêmica ao dizer que o nazismo era de esquerda. Agenda econômica Bolsonaro pretende aproveitar as próximas duas semanas para ampliar as relações comerciais do Brasil com países da Ásia e do Oriente Médio. Assim, terá uma agenda de encontros com empresários, integrantes de famílias reais e lideranças políticas, como o presidente da China, Xi Jinping. A China é o principal parceiro comercial do Brasil. De acordo com o governo, o Brasil tem interesse em apresentar oportunidades para investidores japoneses, chineses e árabes. O objetivo é aumentar as exportações de produtos do agronegócio e de defesa. O governo ainda pretende divulgar a carteira do Programa de parceiras de Investimentos (PPI), o programa de concessões do governo. O PPI conta com ativos na área de infraestrutura, como ferrovias, portos, aeroportos, rodovias e exploração de óleo e gás. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, responsável pelo PPI, integra a comitiva de Bolsonaro. Segundo o governo brasileiro, há especial interesse nos investimentos de fundos soberanos dos países árabes. Imperador japonês A primeira parada de Bolsonaro será no Japão. O presidente tem previsão de chegar na segunda-feira (21) a Tóquio, onde participará da cerimônia de entronização do imperador Naruhito. A entronização marca a chegada de Naruhito ao trono. Ele tornou-se imperador em abril, ao suceder o pai, Akihito. Com 85 anos de idade, Akihito abdicou após três décadas na função. Foi a primeira vez que um monarca deixou o posto em vida em dois séculos de história. Segundo o governo japonês, são esperados cerca de 200 líderes estrangeiros para a solenidade, que ainda terá um banquete oferecido as autoridades presentes no evento. "Pergunta para eles", responde Bolsonaro ao ser questionado sobre permanência no PSL Crise do PSL A viagem de Bolsonaro acontece em meio à crise do PSL, partido ao qual é filiado. Bolsonaro e um grupo de parlamentares do partido fracassaram ao tentar tirar o deputado Delegado Waldir (GO) da liderança da sigla na Câmara. A ideia era deixar o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (SP), como líder. Pouco antes de embarcar para o Japão, Bolsonaro foi questionado neste sábado se ficará no PSL quando retornar da viagem e respondeu: "Pergunta para eles". A disputa pelo comando do partido, que envolve um conflito entre Bolsonaro e o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), gerou uma série de trocas de acusações, com vazamentos de áudios de conversas de Bolsonaro e de Waldir, e a suspensão de cinco deputados favoráveis a Eduardo como líder. Neste sábado, por exemplo, o deputado Luiz Lima (PSL-RJ) informou ter sido destituído da vice-liderança do partido. Ele apoiou Eduardo. Também neste sábado, Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselmann (PS-SP), agora ex-líder do governo no Congresso, trocaram ofensas nas redes sociais. Previdência A viagem para Ásia e Oriente Médio também ocorre às vésperas da votação no Senado, em segundo turno, da reforma da Previdência. A votação está marcada para esta terça (23). Durante a semana, Bolsonaro demonstrou confiança na aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC). Caso aprovada em segundo turno, a reforma será promulgada, marcando a principal vitória de Bolsonaro no Congresso.
Sun, 20 Oct 2019 01:11:02 -0000
Índios aprendem a contar sua própria história através do cinema, no Ceará
Perto de Fortaleza, índios estão recebendo aulas de cinema para poder registrar a vida na aldeia pelo olhar deles mesmos. Índios aprendem a contar sua própria história através do cinema, no Ceará No Ceará, índios estão aprendendo cinema, numa aldeia perto da capital, Fortaleza Na aldeia Jenipapo-Kanindé tudo gira em torno do pioneirismo. A comunidade de 130 famílias indígenas, na região metropolitana de Fortaleza, foi a primeira a ter uma mulher como líder: a cacique Pequena. E partiu dela a ideia de fazer uma escola inédita entre os índios da região. "A gente pensou em fazer algo para eles ocupar a mente deles. A gente pensou na escola de cinema", conta Maria de Lourdes da Conceição, a cacique Pequena. A ideia era ter alunos só entre jovens e adolescentes. Mas dá para resistir a tanto encantamento e curiosidade das crianças? Agora, quem quiser registra a sua própria imagem, depois de algumas aulas práticas com um profissional. Quase sempre os costumes e tradições dos índios são retratados pelo homem branco. Mas, agora, são os índios que contam a própria história e registram tudo o que acontece na aldeia pelo olhar deles mesmos. "A própria cacique Pequena, muitas vezes ela está cantando na mata e os alunos filmam na hora e depois ela relembra através da filmagem", conta Henrique Dídimo, coordenador pedagógico do projeto. Para o Alan, de 17 anos, o aprendizado virou até fonte de renda. Ele já gravou festas, shows e propagandas. Mas gosta mesmo é de registrar a aldeia. "Sempre quando tem os eventos, as festas tradicionais, eu sempre estou dentro pra fazer essas imagens da nossa aldeia, porque esse é o objetivo do nosso projeto”, conta Alan Alves da Silva. E quando o trabalho está na telona, o resultado dá orgulho. "É muito lindo, cada imagem que a gente vai aprendendo. Cada vez mais, a registrar, a gente vai aprendendo a deixar daquele jeitinho", diz Graziele Silva, de 17 anos. Nestas produções, a natureza é sempre protagonista. "A natureza significa a nossa cultura. Significa nossa espiritualidade. A lagoa é encantada. Nela mora a mãe d´água. É muito importante a gente ter nossas câmeras, ter os nossos equipamentos de nós mesmos registrar a nossa natureza. O homem branco não vir lá de fora registrar e contar da forma que ele quiser. Não, a gente conta da nossa forma, do nosso jeitinho", diz Iago Costa. O projeto “Cinema Indígena” tem apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.
Sun, 20 Oct 2019 01:09:25 -0000
Médicos europeus iniciam curso na Fundação de Medicina Tropical, em Manaus

Na segunda e terça-feira, o curso continua na Fundação Alfredo da Matta (Fuam). Médicos europeus iniciam curso na Fundação de Medicina Tropical Divulgação/FMT-HVD Quarenta e sete médicos da Alemanha, Áustria e Suíça tiveram seu primeiro dia de aulas nesta sexta-feira (18), na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), pelo 7th Course in Tropical Dermatology. Na segunda e terça-feira, o curso continua na Fundação Alfredo da Matta (Fuam). Pela manhã, os médicos foram divididos em três grupos para diferentes atividades dentro da FMT-HVD. Um grupo foi para o ambulatório, outro para o laboratório de Micologia, e o último para a enfermaria de Dermatologia. Os médicos acompanharam os profissionais da instituição em casos selecionados. No período da tarde, receberam atualização teórica sobre os casos vistos pela manhã. O diretor-presidente da FMT-HVD, Dr. Marcus Vinitius de Farias Guerra, destacou que o intercâmbio faz parte de uma boa relação que a Fundação mantém, principalmente, com os médicos do Exército alemão. “São 25 anos dessas relações. É um trabalho importante não apenas para os profissionais, e para a Fundação. Esses médicos multiplicam conhecimento e conseguimos um alcance mundial”, disse o presidente. “Estes profissionais participam de missões na África e em outras situações de crises de saúde e humanitária pelo mundo. Os conhecimentos adquiridos aqui acabam criando barreiras que podem impedir pandemias”, disse Marcus Guerra. A coordenadora do curso na FMT-HVD, Dra. Virginia Vilasboas, afirmou que a iniciativa é uma oportunidade para esses profissionais, visto que eles têm pouco contato com doenças tropicais nos seus países, e destacou a importância do intercâmbio. “Os participantes poderão atualizar o conhecimento nas diferentes áreas da dermatologia tropical, e estabelecer contatos entre países nas áreas de Dermatologia, Dermatologia Tropical e medicina Tropical”. Os visitantes receberam atualização sobre Histoplasmose, Lobomicoses, Leishmaniose e outras doenças dermatológicas tropicais.
Sun, 20 Oct 2019 01:08:19 -0000

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info